Dor de cabeça para o São João de Campina Grande, quando quase comprometeu o início da festa, o ECAD bateu na porta do prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena (PSB).

Ou melhor, no prato.

>> Aos pés de Bananeiras

Enquanto almoçava com a equipe do Rádio Verdade e com lideranças políticas e religiosas do Município, o gestor recebeu a indigesta visita de dois representantes do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição, a poucas horas do show do cantor Waldonys, que abriu o São João da cidade nessa quinta-feira (21).

Responsável por reservar direitos autorais a artistas musicais, o ECAD pediu a bagatela de 9 mil reais.

Comentários: