“Quem vai libertar Lula é o povo”, a previsão é do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, homem forte do primeiro governo Lula (PT).

Condenado por crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertinência à organização criminosa na Operação Lava Jato, Dirceu disse em entrevista ao Arapuan Verdade, da Rede Arapuan de Rádios, que o “o Brasil vai presenciar” a libertação de Lula por intermédio do povo.

“Quem vai libertar o Lula é o povo. Você vai ver”, cravou.

Questionado se seria na ‘marra’, José Dirceu desconversou: “Ninguém falou que será na marra. Sem pressão popular, sem a nossa vitória [Fernando Haddad]”.

“A prisão de Lula viola a constituição, a não permissão de atos de campanha dele viola a própria lei eleitoral. Milhares de vereadores e prefeitos fizeram campanha impugnados, foram eleitos, tomaram posse e depois foram cassados, mas para o Lula não vale. O Lula não está condenado em última instancia. Uma coisa é a prisão em segunda instancia, outra coisa é a condenação em última instância”.

Dirceu criticou a atuação de Lula e do PT no projeto da Lei da Ficha Limpa, aprovado em 2010.

“A lei da Ficha Limpa é um dos maiores erros que o Brasil cometeu. Quem decide se alguém é candidato ou não, é o povo. Não pode ser o juiz eleitoral”, ressaltou.

“Eu e José Genoíno fomos contra”, enfatizou.

Por 3 votos a 1 (Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski), a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu em junho soltar José Dirceu até que os recursos deles sejam julgados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Ouça abaixo a entrevista completa com o ex-ministro.

Comentários: