O governador Ricardo Coutinho (PSB) encaminhará para Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) um projeto de lei que contrapõe ao “Escola sem Partido”, que tramita na Câmara Federal e é defendido pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

“É preciso proteger e disciplinarmos a necessária preservação do debate de ideais e  combate ao preconceito nas escolas públicas e privadas. Ninguém pode saciar o debate de ideias, porque caso contrário você mata a educação”, argumentou Ricardo nesta quarta-feira (14). 

Nesta semana, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), editou um decreto para assegurar, no ambiente das escolas da rede estadual, a liberdade de expressão e opinião a professores, estudantes e funcionários.

Sobre o projeto “Escola Sem Partido”, a última sessão na Câmara foi adiada por clima tenso entre manifestantes e deputados. O tema não tem previsão de voltar à pauta.

“Fica um debate de Escola sem Partido, o que é Escola Sem Partido? Então, no Brasil, a igreja pode ter partido, segmentos institucionais podem ter partido, e as escolas não podem debater ideias?”, criticou Coutinho. 

Comentários: