Em meio a vaias e adoração, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) ofuscou a festa do décimo título brasileiro do Palmeiras, ontem, em São Paulo. O ainda deputado federal fez parte da entrega de premiação aos jogadores palmeirenses, com direito a levantar o troféu de campeão. Em 2013, o governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) protagonizou a mesma cena no jogo do título brasileiro da Série D do Botafogo-PB, dividindo as atenções da celebração – para piorar, à época a agremiação paraibana tinha como financiadora master a prefeitura de João Pessoa, que se sentira desprestigiada. Eles não fazem gols, nem entram em campo, mas por um instante se acharam craques dos times. Inconveniência define. 

Comentários: