A injeção de dinheiro público no futebol paraibano aumentará em 2019 – sai de R$ 3,977 milhões para R$ 4,150 milhões. O anúncio foi feito pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), na manhã desta segunda-feira (3). Na oportunidade, Coutinho criticou aquilo que ele chama de tentativa de criminalização ao futebol do estado, ao fazer referência a Operação Cartola, que desvendou um poderoso esquema de manipulação de resultados no futebol paraibano – com dirigentes e árbitros, inclusive, já banidos do esporte pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva e submetidos a medidas cautelares pela Justiça Comum. Com claríssimas evidências de corrupção no futebol paraibano, a manutenção do Gol de Placa se tornou injustificável. É dinheiro jogado em um mar de lama. 

Comentários: