O pior presidente da história não escondeu a irritação com o início da vacinação contra covid-19 no país.

Após 24 horas sem disseminar fake news nas redes sociais, Jair Bolsonaro voltou com tudo ao discurso autoritário:

“(…) Nós, militares, somos o último obstáculo para o socialismo. Quem decide se um povo vai viver na democracia ou na ditadura são as suas Forças Armadas”, declarou Bolsonaro depois de ter acusado o golpe com o sucesso da CoronaVac, a vacina que ele mesmo classificou de “Vacina chinesa de João Doria”.

“Pessoal, uma notíca: apesar da vacina… apesar, não, né? A Anvisa aprovou, não tem que discutir mais… (…) A vacina é do Brasil, não é de nenhum governador, não”, disse em tom entristecido. 

A vitória da ciência e da vida é derrota para o bolsonarismo. 

Comentários: