A demanda por oxigênio hospitalar apenas nas Unidades de Pronto Atendimento de João Pessoa subiu 100% em menos de dois meses. Somente em 15 dias de março foram consumidos, segundo o secretário de Saúde do município, Fábio Rocha, 14 mil metros cúbicos em média, mais do que o registrado em fevereiro, que foram 10 mil. Em janeiro, 7,6 mil. A demanda tem sido maior com pessoas consideradas jovens.

Alerta 

Na tarde desta terça-feira (16), Fábio Rocha admitiu a preocupação com uma eventual falta de oxigênio nos hospitais da capital depois de uma reunião com fornecedores da região. Eles alertaram para possibilidade diante do colapso na saúde em vários estados. Rocha garantiu, no entanto, que a Prefeitura montou um plano de contingência para gravidade da situação se ela ocorrer.

Boletim 

A ocupação de leitos de UTI adulto dedicados a pacientes da Covid-19 chegou a 95% na Região Metropolitana de João Pessoa, epicentro do novo coronavírus na Paraíba. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, em toda Paraíba a ocupação é de 84%.

Comentários: