Capim, na região do Vale do Mamanguape, é a primeira cidade paraibana a admitir que já sofre com a falta de oxigênio em decorrência do agravamento da pandemia da Covid-19. O pequeno município conta com três unidades de saúde.

Em questionamento feito pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), a prefeitura afirmou que “infelizmente já está em falta [oxigênio], e já tem dia que não consigo abastecer no local onde temos contrato”. Segundo a FNP, pelo menos 78 municípios do Brasil estão em situação crítica.

Na última terça-feira (16), o secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, disse que nas Unidades de Pronto Atendimento o consumo de oxigênio hospitalar aumentou 100% em menos de dois meses.

Comentários: