Partido do governador João Azevêdo, o Cidadania é um dos entusiastas de uma terceira via para disputa presidencial da eleição de 2022.

Leia também:

Com hotéis sem vagas, Bananeiras aguarda Estado sobre medidas 

O presidente nacional do partido, Roberto Freire, é um crítico do ex-presidente Lula e do presidente Jair Bolsonaro.

Pernambucano, mas ex-deputado federal por São Paulo, Freire, contudo, faz uma ponderação.

“O Cidadania trabalha de forma muito efetiva em criarmos uma alternativa especialmente para derrotar Bolsonaro”, afirmou em entrevista ao Hora H, da Rede Mais Rádio.

“E segundo não ter retrocesso para não termos que voltar ao século XX quando precisamos pensar o Brasil para o futuro, e não olhar para o governo Lula que já passou.”

Nesta quarta (16), Freire e outros presidentes de partidos de centro-esquerda se reunirão, em Brasília, para discutir alternativas à polarização Bolsonaro e Lula.

Comentários: