Por maioria de votos, a Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou há pouco a lei complementar estadual que institui microrregiões de águas e esgoto, conforme obriga o marco legal do saneamento básico aprovado no ano passado pelo Congresso e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Foram 24 votos a sete, dentre os contrários estiveram os ricardistas Estela Bezerra, Cida Ramos e Jeová Campos, do PSB, os romeristas/cassistas Tovar Correia Lima e Camila Toscano, do PSDB, e o bolsonarista Gilberto Silva (PSL). Walber Virgolino (Patriota) se absteve, mas votou contra a urgência da matéria.

A proposta abrange a formatação de quatro microrregiões (Alto Piranhas, Espinharas, Borborema e Litoral), cuja estrutura leva em consideração, dentre outros aspectos, a delimitação das bacias hidrográficas, a divisão da infraestrutura operacional dos serviços de saneamento básico, bem como as particularidades sociais, econômicas e políticas dos territórios envolvidos.

Comentários: