O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deu início a criação de um plano de ação para vetar o uso da CoronaVac no Brasil. A informação é do Correio Braziliense.

Queiroga pretende encerrar contratos de compra da vacina produzida pelo Butantan, em parceria com a chinesa Sinovac, diz o site.

No dia 8, durante depoimento na CPI da pandemia, o paraibano já havia lançado, sem evidências, dúvidas sobre a eficácia do imunizante, que é responsável por maioria das aplicações no país.

Comentários: