Em postagem nas redes sociais, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, meteu o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) em mais um Calvário. Agora, dentro de casa.

Leia também » Walber Virgolino é o porta-voz da frente bolsonarista?

Em Brasília, Coutinho participou de uma reunião com a dirigente petista e o deputado paulista Paulo Teixeira. Ao lado dele, a sua companheira, Amanda Rodrigues. Mas, não, para Gleisi.

Em um ato falho, a presidente do Partido dos Trabalhadores trocou na legenda o nome de Amanda pela ex de Ricardo, a memorável Pâmela Bório.

Veja ainda » Queiroga dá piti com pergunta sobre vacina superfaturada; vídeo

A assessoria viu o deslize e corrigiu parcialmente, mas continuou chamando Amanda de Pamela.

Mas o que foi isso companheira, Gleisi?

Comentários: