Se depender da paraibana Daniella Ribeiro (Progressistas), a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata do voto impresso não vingará.

Para senadora, o raciocínio é simples:

“Sou contrária ao retorno do voto impresso, já que o Brasil é um case de sucesso com relação às urnas eletrônicas. Muitos países já procuraram levar para eles o modelo aqui adotado. Sou a favor das urnas eletrônicas”, respondeu ao blog.

E faz sentido. Até hoje ninguém nunca apresentou indícios de fraude na urna eletrônica. 

Veja ainda » Governo suspende contrato com a Covaxin e deixa perguntas no ar

 

Comentários: