Gravações de uma ex-cunhada de Jair Bolsonaro revelam como ele próprio, o presidente, estava no comando do esquema de desvio de dinheiro público por rachadinhas durante o período em que exerceu o mandato de deputado federal. O furo é da jornalista Juliana Dal Piva, do UOL.

A fisiculturista Andrea Siqueira Valle contou, em gravações inéditas obtidas pelo UOL, que Bolsonaro demitiu um irmão dela chamado André Siqueira Valle porque ele se recusou a entregar a maior parte do salário de assessor do então deputado federal. Ouça abaixo.

“O André deu muito problema porque ele nunca devolveu o dinheiro certo que tinha que ser devolvido, entendeu? Tinha que devolver R$ 6.000, ele devolvia R$ 2.000, R$ 3.000. Foi um tempão assim até que o Jair pegou e falou: ‘Chega. Pode tirar ele porque ele nunca me devolve o dinheiro certo’. Não sei o que deu pra ele”, disse Andrea.

A declaração da ex-cunhada é o primeiro indício de envolvimento direto de Bolsonaro em um esquema ilegal de entrega de salários, conhecido como rachadinha, dentro de seu próprio gabinete no período em que foi deputado federal. Ele ocupou o mandato de parlamentar na Câmara dos Deputados entre os anos de 1991 e 2018.

Comentários: