Roberto Dias, então diretor de Logística do Ministério da Saúde, saiu para tomar um chopp, recebeu uma proposta por 400 milhões de vacinas e acabou preso na CPI da Covid-19.

Urgente: Presidente da CPI determina prisão de ex-diretor da Saúde

Comentários: