política

Senado ignora Bolsonaro e Queiroga, e aprova paraibano aliado de Aguinaldo para ANS

Por Maurílio Júnior

Por 43 a 10, o Senado aprovou a indicação do paraibano Paulo Roberto Vanderlei Rebello Filho, ex-chefe de gabinete do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), para a presidência da Agência Nacional de Saúde Complementar.

Falso testemunho: Presidente da CPI determina prisão de ex-diretor da Saúde

Rebello Filho também é próximo do deputado paraibano Aguinaldo Ribeiro (PP), que estava no Plenário do Senado nesta quarta-feira, 07/07, para pedir votos para o aliado.

Veneziano Vital (MDB), Nilda Gondim (MDB) e Daniella Ribeiro (PP), irmã de Aguinaldo, votaram favoráveis a indicação de Rebello. A votação foi secreta.

Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, ignorou Jair Bolsonaro, que mais cedo pediu para retirar a indicação de Rebello por influência do também paraibano Marcelo Queiroga, ministro da Saúde.

Com pretensões políticas em 2022, Queiroga gostaria de indicar um nome da sua confiança.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido!!