No dia 8 de março, o Policial Militar Luiz Paulo Dominguetti citou em uma conversa de WhatsApp a suposta participação de Jair Bolsonaro no esquema para a compra das vacinas da Astrazeneca contra a Covid-19 que o golpista dizia ter para vender.

O site Antagonista revelou um trecho da conversa de Dominguetti com um interlocutor chamado Rafael Compra Deskartpak.

» “Prevaricação se aplica a servidor público, não a mim”, diz Bolsonaro, um servidor público

As citações ao presidente da República se deram a partir das 10h05 do dia 8 de março, quando Dominguetti reencaminhou para Rafael quatro mensagens que diziam no todo o seguinte:

“Manda o SGS. Urgente. O Bolsonaro está pedindo. Agora”.

» Depois do cheques, Michelle Bolsonaro surge no caso das vacinas

“SGS” é um certificado que garante que o produto — no caso, as supostas vacinas — passou por todas as etapas dos processos exigidos por órgãos reguladores.

Leia, aqui, a matéria completa.

Comentários: