Não adianta só condenar o tal DJ Ivis e continuar consumindo “conteúdo” que deprecia a mulher. Era o caso do criminoso de Santa Rita, agora ex-produtor de Xandy Avião. É assim como todos eles veem o sexo feminino: um ser descartável. No restante, cadeia nele.

Comentários: