Com minoria na Comissão da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do voto impresso, a base bolsonarista tumultuou a sessão que derrubaria a proposta já nesta sexta-feira (16/7).

Os deputados chegaram a rejeitar por 22 a 12 o pedido da bolsonarista Caroline Toni (PSL-SC) para retirar da pauta o relatório de Filipe Barros (PSL-PR), que após a negativa, tomou o microfone da sessão e não parava de falar.

O paraibano Rafafá (PSDB) foi escalado às pressas pelo PSDB para Comissão. Ele votou contra a retirada da pauta e também é contrário a proposta.

O presidente da Comissão, o bolsonarista Paulo Eduardo Martins (PSL-PR), encerrou a sessão de forma abrupta.

Agora o debate só poderá ser retomado em agosto, após o recesso parlamentar.

A ultima palavra da sessão foi um grito de protesto contra a manobra de Martins: “Picareta!”.

Comentários: