Apontado como líder do gabinete do ódio, o assessor da Presidência da República, Tercio Arnaud Tomaz, usou o Twitter para atacar o autor do blog.

O paraibano de Campina Grande não gostou de ser criticado em nota publicada aqui sobre o ataque a jornalista da CNN Brasil, Daniela Lima.

– Pronto, não tenho mais direito à opinião na minha própria rede social? Sou responsável pelo comportamento de terceiros? Se sim, a jornalista também é responsável pela revolta que causa no público por sua militância explícita e seu ódio ao Presidente da Republica.

Depois respondeu a um seguidor que a postagem tratava-se de um “blogueiro falido da PB”.

Embora “falido”, o autor do blog não é investigado por comandar milícia digital, nem de participação em esquemas de rachadinhas ou desvio de verba pública para compra de vacina.

 

Comentários: