Jair Bolsonaro disse, finalmente, uma verdade.

“O centrão é um nome pejorativo. Eu sou do centrão”, afirmou nesta quinta-feira (22/7) após confirmar a entrega da Casa Civil para Ciro Nogueira, presidente do Progressistas.

Em 2018, Bolsonaro e os seus filhos fizeram campanha detonando deputados do chamado centro. Jair chegou a dizer que o Centrão seria o que há de pior na política do país.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Heleno, cantou que “se gritar pega Centrão, não fica um, meu irmão”.

Em 2020, nas manifestações de Bolsonaro durante a pandemia, apoiadores do presidente protestaram contra o Centrão, comparando os parlamentares a saqueadores dos cofres públicos.

O cercadinho agora vai bugar.

Imagem

Comentários: