O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, abriu a porta de saída do partido para o ex-governador Ricardo Coutinho.

Leia também:

» PSB aprova reaproximação com João e se arrepende por apoio a Ricardo em racha

Ao blog, o dirigente partidário disse que não foi informado por Ricardo sobre a tratativa de voltar ao PT, mas deixou claro que a legenda não insistirá na sua permanência.

“Se ele quiser ir, pode ir, não terá problema nenhum, se é um desejo dele, não criaremos impedimento. Boa sorte”, declarou Siqueira que esteve com Coutinho na semana passada.

Veja ainda:

» Gleisi, Siqueira e Ricardo, um elefante na sala

Para Carlos Siqueira, a saída de Ricardo está ligada a reaproximação do PSB com o governador João Azevêdo (Cidadania).

“É muito provável que tenha relação, a presidência está nas mãos do deputado Gervásio. Com a reaproximação do partido com João, ele não aceitou essa solução e ir pretende sair. Só temos a desejar sorte”.

Coincidentemente, há dois anos, o PSB nacional comprou a briga de Ricardo Coutinho contra João Azevêdo, que terminou com esfacelamento do partido na Paraíba.

Comentários: