Depois do terrorismo de Marcelo Queiroga na semana passada, o Ministério da Saúde voltou atrás, nesta quarta-feira (22/9), na recomendação de suspender a vacinação de adolescentes com 13 anos ou mais. “Os benefícios da vacinação são maiores do que os eventuais riscos dos eventos adversos da sua aplicação”, disse a pasta em nota. A morte de um jovem de 16 anos em São Paulo não teve relação com a vacina.

Mais notas do blog clique aqui.

Comentários: