O goleiro Jefferson, do Treze, pediu socorro à polícia pela precariedade de trabalho no clube de Campina Grande. Na última terça-feira (12/10), o atleta revelou onze meses de atrasos salariais. O Galo hoje é comandado por João Paiva Filho, vice-presidente de Walter Júnior, que está afastado do cargo por não pagar taxas de arbitragem.

“A gente vê a situação do Cruzeiro, a polícia foi lá, o Ministério Público foi lá. O que está acontecendo com o Treze? Na minha visão, é caso de polícia, Polícia Civil. É justo vir e investigar. Estou sendo sincero, de coração, eu estou envergonhado com a situação do Treze. O clube não tem nada, não tem nada”, desabafou em entrevista à CBN. 190 neles!

Comentários: