No próximo dia 26 de novembro será realizada mais uma edição da Black Friday, data que aquece as vendas no comércio, sobretudo, pela aproximação com os festejos natalinos. Apesar de os preços, muitas vezes, serem tentadores e estarem mais acessíveis, o deputado estadual Jutay Meneses (Republicanos), que tem como bandeira de luta na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) a defesa do consumidor, destacou algumas orientações para que o cliente não seja enganado durante essa promoção.

Entre as dicas estão: monitore os preços com antecedência, não compre por impulso, desconfie dos preços muito baixos, leia as letras pequeninas, atenção aos produtos descontinuados, atenção redobrada nas compras on-line e avalie o preço total da compra calculando despesas de envio.

O parlamentar lembra que é preciso estar atento aos direitos de troca de produtos, sejam estes adquiridos em lojas físicas ou virtuais. Ele ressalta que o Código de Defesa do Consumidor (CDC) assegura o direito de arrependimento de compra e, com isso, possibilita ao cliente solicitar a troca do produto. “No caso de quem realiza a compra pela internet ou pelo telefone – nas modalidades de venda pelo WhatsApp, por exemplo – o direito de troca é uma possibilidade e pode ocorrer no prazo de até sete dias, seja qual for o motivo”, reforça Jutay.

O Republicano esclareceu ainda que, de acordo com o CDC, a troca de produtos por compras feitas em loja física transcorre de modo diferente. “Os estabelecimentos muitas vezes tendem a realizar a troca sem que o produto apresente qualquer tipo de avaria, isso com a finalidade de fidelizar o consumidor, mas a loja não é obrigada a trocar se o motivo for apenas insatisfação do cliente”, destacou.

Já com relação a troca de produtos adquiridos em valor promocional, este deve ser trocado se apresentar algum defeito. Ainda assim, a troca deve ser realizada por um produto de igual valor.

Comentários: