A troca de comando na Saúde de João Pessoa não significa uma mudança apenas de nomes, mas também de pensamento.

Com a Saúde mais do que nunca no foco da população e ameaçada pelo comportamento adotado pelo Chefe da Nação, é importante que a defesa a vida seja reafirmada constantemente.

Com Margareth Diniz, ex-reitora da Universidade Federal da Paraíba, a pasta mais importante de uma gestão deve, enfim, ter uma paz.

O agora ex-secretário Fábio Rocha tinha um comportamento controverso frente à pasta. Simpático ao presidente Jair Bolsonaro, o cartão de visitas de Fábio no início do ano foi comparar a Covid-19 a um “mimimi”.

Durante o seu período, a Saúde no primeiro ano do governo Cícero Lucena acumulou polêmicas, não só pelas declarações de Rocha, mas também pela relação conflituosa com a equipe de Saúde do Estado.

Margareth assume a Saúde e, logo de cara, deve cessar as polêmicas desnecessárias. O histórico da nova secretária é de críticas a Jair Bolsonaro.

No primeiro ano de gestão de Bolsonaro, Diniz ainda era reitora da UFPB e enfrentou os cortes promovidos e a polícia ideológica  do Ministério da Educação contra as universidades.

Já sabe o que terá de enfrentar, pelo menos, em 2022, último ano da administração Bolsonaro.

A mudança será benéfica para Capital!

Comentários: