O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), voltou a demonstrar ser contra o passaporte da vacinação contra a Covid-19.

À TV Cabo Branco, agora pouco, Cunha Lima tratou o tema como “interesse ideológico”, mas não cravou que irá sancionar o projeto de lei que proíbe a exigência do passaporte em estabelecimentos devido ao entendimento do STF.

> CG: Conselho Municipal de Saúde repreende Bruno e CMCG e defende passaporte da vacina

Durante a pandemia da Covid-19, o prefeito campinense, que é aliado de Jair Bolsonaro, adotou posturas polêmicas, como a defesa do ‘kit covid’, sem eficácia contra a doença.

Comentários: