O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, voltou a criticar, neste sábado (15), em João Pessoa, o passaporte da vacina, classificado por ele de “passaporte da discórdia”.

O blog, então, lembrou ao ministro que Cícero Lucena (Progressista), que estava na mesa de entrevista, é a favor do passaporte, e se estaria o prefeito da Capital criando “discórdia”. Queiroga recuou e tratou o constrangimento como “divergência”.

O ministro de Jair Bolsonaro ainda chegou a sugerir que a conceituada revista científica The Lancet é esquerdista. Meu Deus!

Comentários: