O presidente do PSOL na Paraíba, ex-candidato a governador Tárcio Teixeira, apresentou, nesta segunda-feira (24), ao Ministério Público do Estado, prints e vídeos que tratam de um suposto risco de “um verdadeiro banho de sangue” em João Pessoa. Tárcio diz que as informações foram recebidas de fontes seguras que não querem se identificar por motivos de segurança. O processo foi aberto pela página do Ministério Público da Paraíba e enviado para os e-mails do Procurador-Geral de Justiça.

Tárcio x Cabo Gilberto

“A gravidade das denúncias variam de exposições dos PMs que estão fazendo extra até ameaças não apenas a lideranças das facções, mas a seus familiares e comunidade em geral”, afirmou o dirigente partidário. “É urgente que seja apurado esses fatos e que o deputado estadual Cabo Gilberto Silva, líder da bancada de oposição na Assembleia Legislativa, pare de partidarizar luta tão importante dos trabalhadores e trabalhadoras da Segurança Pública da Paraíba”, acrescentou.

Mais cedo, o jornal ‘O Globo’ repercutiu o áudio do deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL), que incita policiais militares contra o Governo do Estado. O parlamentar bolsonarista diz que socialista não gosta de política e que o governador é inimigo da tropa.

Comentários: