De Sony Lacerda

Após passar a tarde de sábado reunido com Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) na Capital, e de declarar que o deputado iria disputar a reeleição para a Câmara, Nobinho pegou a BR-230 de volta para Esperança com a decisão tomada: não renunciaria ao mandato.

Deixou Aguinaldo em maus lençóis. Na última quinta-feira, confirmou a pré-candidatura ao Senado com o presidente nacional do Progressistas, Cito Nogueira, como avalista.

No meio do caminho, no Cajá, encontrou o ex-vice-prefeito de Campina Grande Enivaldo Ribeiro, que comanda o grupo. Voltou atrás na declaração. Confirmou a desistência da pré-candidatura à deputado federal e garantiu que  Aguinaldo está na disputa pela vaga ao Senado.

De quebra, jogou a culpa para o governador João Azevêdo. “A minha pré-candidatura a federal estava dependendo muito que o governador pudesse anunciar neste sábado a pré-candidatura de Aguinaldo ao Senado na chapa do governo e como isso não aconteceu, a minha decisão é continuar na prefeitura municipal de Esperança”.

E completou: “Já Aguinaldo continuará sua caminhada rumo ao Senado. Diante disso, a minha decisão é de desistir da candidatura de deputado federal, porque minha esperança era que o governador anunciasse até ontem que era o prazo que eu tinha”.

O encontro com Enivaldo e a tapioca clarearam as ideias de Nobinho.

Comentários: