O empresário e filho do casal Damião e Lígia, Renato Feliciano disse, nesta terça-feira (19/04), que recebeu com surpresa a decisão da direção nacional do PDT, que fez uma intervenção e o retirou da presidência do partido na Paraíba. A intervenção no diretório estadual ocorre após a saída do deputado federal Damião Feliciano para o União Brasil no fim da janela partidária, o que irritou o presidente nacional da sigla do presidenciável Ciro Gomes, Carlos Lupi.

Renato afirmou que seu grupo sempre deu demonstrações de correção e lealdade com os princípios e ideais do PDT. “Uma grande surpresa que nós tomamos. Não esperava decisão da nacional, porque fizemos crescer o partido aqui na Paraíba”, destacou à Panorâmica FM. “O deputado Damião teve que sair do partido, porque precisava disputar a eleição e no PDT não havia essas condições e a gente compreende. Enquanto ele esteve no partido, por mais de 12 anos, foi correto, seguiu as decisões partidárias. Só teve gestos de lealdade e correção”, acrescentou.

Comentários: