O radialista Nilvan Ferreira (PL) tem muito a lamentar nesta quinta-feira (05/05).

Pré-candidato a governador do bolsonarismo, o apresentador da TV Correio foi ofuscado durante a agenda do presidente Jair Bolsonaro (PL) a Paraíba.

O culpado: Pedro Cunha Lima (PSDB).

Nilvan esperava que a cobertura midiática focasse nele, ao lado de Bolsonaro, uma agenda às vésperas da campanha, era tudo que queria. Não foi o que aconteceu.

Pedro chegou no fim da solenidade presidencial, em Itatuba, e roubou a cena.

O tucano escanteou o correlegionário João Doria, ex-governador de São Paulo, e pré-candidato pelo seu partido, o PSDB.

Pedro sempre deixou claro que tinha preferência por Eduardo Leite, ex-governador do Rio Grande do Sul, para disputar à Presidência.

Mas sem Leite e com Doria estagnado nas pesquisas, Pedro vai de Bolsonaro.

Comentários: