O vice-presidente do Treze, Artur Bolinha, acusou nesta segunda-feira (16) o presidente Olavo Rodrigues de empregar o próprio filho na administração galista.

Segundo o empresário, em vídeo publicado nas redes sociais, o estatuto do clube proíbe que parentes de 1º grau do presidente ocupe cargo na direção. A infração vinha ocorrendo desde o Campeonato Paraibano, mas só agora foi denunciada pelo vice.

De acordo com Bolinha, trata-se de um “menino bom”, mas enquanto outros dirigentes doavam dinheiro para o Treze, Olavo, além de não contribuir, ainda empregava o herdeiro.

Um grupo de conselheiros irá pedir o impeachment de Rodrigues para que Artur Bolinha assuma definitivamente a gestão do Treze Futebol Clube.

Comentários: