O ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), acaba de anunciar a sua desistência de disputar à Presidência da República após sofrer boicote interno no PSDB. Aos prantos, o tucano afirmou que não é a escolha do partido para concorrer ao Planalto e diz aceitar. “Sempre busquei e continuarei buscando o consenso, ainda que ele seja contrário a mim. Saio de coração ferido e de alma leve”, disse Doria, em discurso ao lado de sua esposa Bia Doria e do presidente nacional Bruno Araújo. João Doria havia renunciado ao Governo de São Paulo para disputar a eleição presidencial em outubro depois de ter vencido as prévias do PSDB em novembro.

Comentários: