O pastor Daniel Nunes, 57 anos, líder da Assembleia de Deus em Campina Grande, pediu renúncia do cargo de presidente da comunidade evangélica, nesta quarta-feira (25/05), “por decisão de cunho pessoal”.

No início do mês, em um vídeo que viralizou na internet, o ungido tachou fiéis que usam calça no caso de mulheres de “lixo” e “trastes” e também criticou pastores que liberam as ovelhas a se vestirem normalmente.

A declaração do pastor Daniel chegou a ser rebatida pelo pastor bolsonarista Silas Malafaia. Em outro vídeo, Malafaia convidou os fiéis que se sentiram atingidos a ingressarem na Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Daniel Nunes é da Assembleia de Deus tradicional.

Comentários: