O prefeito de Campina Grande Bruno Cunha Lima (PSD) cogitou nesta sexta-feira (27/05) que pode recuar da decisão de não efetuar mais o pagamento da 1ª parcela do décimo terceiro salário, anteriormente previsto para junho.

Bruno afirmou que o recurso está em caixa e que a prefeitura estuda deixar facultativo para cada servidor optar, se receberá em junho ou integralmente em dezembro. A decisão, no entanto, dependerá do sistema da empresa que faz o pagamento dos servidores.

“É bem possível que a gente abra a opção para que aqueles que quiserem receber a parcela do décimo agora, possam receber e os que optaram pelo fim do ano, possam receber”, declarou.

O recuo de Bruno ocorre após o líder do governo João Azevêdo (PSB), deputado Wilson Filho (Republicanos), comparar a gestão financeira da administração estadual com o município.

> Wilson: “Enquanto João antecipa 13º, Campina descumpre acordo com servidores”

Comentários: