O presidente da Câmara Municipal de Campina Grande Marinaldo Cardoso (Republicanos) vai à Justiça contra a associação dos servidores da Casa Legislativa que administra o plano de saúde conveniado à Unimed.

Marinaldo informou ao blog que foi pego de surpresa com a informação de suspensão do plano de saúde, uma vez que, o recolhimento feito pela Câmara tem sido feito normalmente e repassado ao Grêmio Recreativo Terezinha Carla.

A Unimed aponta um débito de mais de meio milhão de reais referente aos últimos quatro meses de 2022. O Grêmio já foi notificado e terá 10 dias para colocar em dia o pagamento sob o risco de rescisão do contrato.

Comentários: