Pré-candidato a deputado federal pelo PSB, o jornalista Heron Cid revelou que aceitou o convite do governador João Azevêdo (PSB) de entrar na esfera política por se identificar com a postura do gestor.

Heron admitiu que “subestimou” o candidato João Azevêdo em 2018, mas agora em 2022, como cidadão, se surpreende com a sua forma de governar.

“Como cidadão, eu me surpreendo, com o gestor João Azevêdo, não apenas pela capacidade administrativa de fazer e levantar paredes, construções e obras. Minha maior identificação com João Azevêdo é pela postura diante do poder, diante da política e diante da vida”, afirmou.

“Antes de tomar esta decisão, estive com o governador duas vezes. Conversas longas e demoradas. E tocou em mim a forma como João Azevêdo encara a vida pública, sem sentimento de propriedade, sem se seduzir em ter um projeto de poder dele. Foram horas dialogando, era para fazer o convite, mas 90% da conversa era João Azevêdo abrindo o mapa da Paraíba e pontuando “aqui estamos fazendo isso, vamos erguer essa entrada que vem de Cajazeiras vai sair do outro lado de Pernambuco”, tantos dados, informações e encantado pela oportunidade de fazer as coisas”, acrescentou Heron Cid.

O jornalista citou obras e programas do governo nos últimos 4 anos, mas destacou a atuação “serena” e “corajosa” de João Azevêdo na gestão da pandemia de Covid-19. “A despeito de todas críticas, o governador teve uma postura técnica e responsável e salvou muitas vidas de paraibanas. Eu me identificava com este tipo de postura”.

Comentários: